Dores de costas

Atualizado: 14 de jun. de 2021

Qual é o papel da Osteopatia no seu tratamento?



Porque a dor nas costas é hoje um grande problema?

De acordo com dados mais recentes da Organização Mundial de Saúde e do estudo de saúde mundial Global Burden od Disease, publicado em 2020, cerca de 80% da população mundial sofre atualmente, já sofreu ou virá a sofrer um dia de algum tipo de dores de costas.

Pela sua dimensão, impactos sociais e económicos, no dia 16 de outubro, assinala-se o Dia Mundial da Coluna, que nos ajuda a recordar os cuidados a ter com a Coluna.

Principais sintomas

Quando se tratam de dores nas costas, os sintomas vão desde dores leves a rigidez até dores intensas e constantes. Normalmente as dores são a nível da região lombar, por vezes com radiação ao membro inferior e que normalmente se designa como ciática.

A dor não é necessariamente sinal de inflamação. É uma reação do organismo a qualquer situação adaptativa ou traumática a que esteja sujeito.

Causas da dor nas costas

As dores na região lombar, a que recebeu o nome de lombalgia, poderão ser de origem muscular, discal (hérnia discal ou discopatia) e articular, por incongruência das facetas articulares discais. Estas situações podem sobrepor-se, dependendo da durabilidade da lesão e da gravidade da mesma. As chamadas contraturas são, no fundo, reações a estímulos endógenos ou exógenos, numa tentativa do organismo responder às três principais lesões: conforto, equilíbrio e economia.

A lista é enorme, mas podemos referir como causas mais frequentes a má postura, vida muito sedentária, movimentos repetitivos, etc.

Porquê recorrer a um Osteopata?

A osteopatia surge em finais do Séc. XIX e é hoje reconhecido como forte aliado da saúde, sobretudo pela forma como entende o funcionamento do corpo humano, recorrendo a uma terapia manual, evitando, em muitas situações, tratamentos muitos invasivos, tais como as cirurgias.

O Osteopata é capaz de diagnosticar cada uma das causas que provoca as dores de costas, aplicando a técnica correta para cada uma das lesões. O tratamento osteopático tem por objetivo o reequilibro do organismo, permitindo-lhe a sua auto regulação.

O osteopata não trata unicamente a situação dolorosa, mas possibilita uma melhoria do organismo no que diz respeito à sua mobilidade e funcionalidade. As relações corretas dos sistemas que formam o organismo humano são fundamentais para o equilíbrio e saúde do indivíduo.

75 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo